ESQUADROS

Na curva dos dias
Cabelos encrespados de areia e sombra

Mobilizam-se desordenados
Discorridos – progressiva ruptura

As vozes do caramanchão estendem as frestas
Espelho estilhaçado
Horas despidas

Range a teia secular – nosso grito
Molda-se amputado

Já não temos luto, nem esquadros.

Leandro Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s