Ira

Em ira esqueço-me entre lâminas/Recorto, decoro palavras/ madeira mole de grã direita a irregular/

 Em ira desenho olhos/ cerne avermelhado e alburno claro/ um terço e meio divido pedaços fito calendários/

Em ira corto-te ao meio /admiro que tuas veias sejam tão lindas/ céu magenta e anil no fim de tarde/

Em ira nada colore mais do que corpo em sangue e carne. 

(R. Basílio)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s