Sete poemas de “Migalha” de André Luiz Pinto

A cara hilária é culpa do youtube, não tenho nada a ver com isso.

 

I

Confesso
Alan Moore
veio antes
de Drummond

Nos quadrinhos
a ficção tinha
que ser inventada
até porque

a mesada
não cobria
todas
as edições

Hoje a coisa mudou
Os heróis não tem idade

Seguem
com suas vidas
Pagam as suas contas.
II

As igrejas de Ouro Preto sempre impressionam: são como porta-estandartes de um passado que não morreu… mesmo o moderno, o hotel de Niemeyer é acanhado na cidade antiga… e as ruas são uma atração à parte… sobem morros íngremes, com um talento que em outras cidades eu encontro nas paredes.

III

Pensa que está livre, sossegado
no entanto só depois descobre
a casa foi construída na areia
Os fantasmas serão encarados, sozinho
em meio à maré cheia
Despedidas não te livram do fracasso
emoções não marcam hora
A razão talvez seja: entender que acabou
e que a saudade pode ser saudável
e que separar pode ser necessário
para curar a vida

SUGESTÃO

Depois de levar o filho ao zoológico, não esqueça de o levar também a uma prisão.
Assim o garoto terá uma visão completa das espécies esquecidas.

V

Ironia? Sem dúvida, mas sem cicuta.
Cada um sonha com a revolução que merece
Revolução sem sair da poltrona
Amor em não sair do lugar
Um post em repúdio à ação da polícia.
Sonho (apenas sonho) com muitas formas de rebeldia.

VI

Quanto
mais amo
a cidade esnoba
o muro segue
como um pergaminho
vai do anúncio
de compra
de carro batido
à propaganda da cartomante
O trem passa
de bairro em bairro
Há circulação de milhares
gente batendo na trave
Há também muitos mendigos
pernas cheios
de pinos, consertadas
numa espelunca

VII

Vive imaginando coisas
De alguma forma precisa começar
Começa por alfinetar a alma
emoldurando-a
num cartaz

Juro que não vou lhe empurrar
em quinze minutos
lhe convenço
a não pular

Mas você já sabe
que eu não vou

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s