Poemas de Leo Barbosa

Peles vistosas

Os corpos brincavam
O jogo da identificação
A palavra-ação penetrava
Cegamente se distinguiam
Como se os poros fossem
Lidos em braile.

Receio

Que prantos são esses
Nos teus seios?
Meu insone desejo
Não te deixa dormir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s