O vento cegou,

Ao som do redemoinho

Perdeu-se no tempo

…………..

Foram-se as lágrimas e aninharam-se o pó, impedindo os olhos de fechar diante da gargalhada do vento, trazendo de longe o canto silencioso da despedida, com suas notas suaves e as pequenas lembranças, arranhadas e amareladas como fotos antigas. Seus olhos verdes desbotados estavam presos nas mãos trêmulas. A catarata como fumaças embasara a visão e impedira a nitidez tão desejada naquele instante. Não importa! Pensou. Em breve colocarão sobre meus olhos moedas para pagar o barqueiro e encontrar na outra margem o que o tempo separou, com suas mãos firmes e sua decisão implacável, não importando com a idade, sentimentos , vou mesmo a vontade de viver. Apenas esperava quieto. Não queria incomodar ninguém. Como uma vitrola e suas rotações que tocavam valsas Vienenses que embalavam nossos passos, ouvia-se na sala ao lado murmurinhos dos que aguardam nossa partida, olhando de vez em vez no relógio de pulso e, espiando sorrateiramente para o quarto para certificar-se que o sopro parou e o tom rosa seja substituído pelo acinzentado e a rigidez de um corpo antes flexível seja a forma mais fácil de acomodar-nos na dura cama eterna. Suspirou! Aos poucos se lembrou da infância, assistia a mãe segurando-o para não cair, ao fundo a velha casa da rua sem asfalto, com pedrinhas que brincávamos de cinco-marias. Depois se transportou para o primeiro encontro, o beijo roubado, o abraço apertado, os filhos, os netos, o esquecimento, o abandono… Antes regia a casa… E no mesmo embalo que mamãe cantava a música de ninar, ouvia o canto apaixonado da primeira música e do encontro usando glamourosamente o terno príncipe de Gales. E foi chegando um sono, um sono tão gostoso que a vontade era mesmo dormir. E adormeceu, para acordar bem distante, com seus olhos limpos, suas pernas firmes, seus braços obedecendo suas ordens, e sua boca molhada para o primeiro beijo de amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s