A imensa força de quem sucumbe

laura beth

Arte de Laura Beth

aos Migliaccios

A imensa força de quem sucumbe

– e sucumbir é fera que a todos cerca
soslaio olhar que a tudo espreita
fardo das manhãs anoitecidas
refrão do instante
e diz-se instante deste perecer sob novas peles –

É a força de perceber, ainda,
no jogo dos signos
morada da morte
E na mecânica diversa dos gestos
um só adeus, contínuo, à delicadeza

(Lucas Trindade da Silva)

Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre luisagadelha

Luísa é graduada e mestra em Letras, graduanda em Filosofia, ama literatura desde sempre e quadrinhos há alguns anos, tem preferência por romances (longos), sejam clássicos ou contemporâneos e se esforça - ou nem tanto - para ler mais poesia. Isso quando não está vendo séries.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s