A foto dentro do livro

esconde o tempo

– a imagem no entanto não se prende

e arranha portas afia garras

nas fibras do coração

 

olhos nos olhos

dentro do espelho embaçado

a razão ensina

: esqueça esqueça insista

hora de enterrar essa voz

que está rota

e embrulhada em três folhas

de calendário vencido

 

as horas vão caindo no chão

e nenhuma manobra hipnótica

pode evitar

que esse gancho enferrujado

continue a perfurar

 

as retinas

 

Alberto Bresciani

 

 

 

Anúncios

2 ideias sobre “

  1. 17051929

    Lindo poema. Adorei as imagens da voz embrulhada em calendário vencido e das horas caindo. Este vai para o álbum dos meus preferidos. Parabéns, Alberto.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s