cerca viva

McLaren Vale Harvest

de minuto a minuto mudar de casa: entre
uma notícia e a próxima de braço a braço
de mãe em mãe de homem a homem da
lágrima ao momento em que tudo passar
e enquanto não chega querê-lo tanto aqui
cada vez mais querer a beleza e a ternura
abraçá-las impaciente com força à ponta
dos dedos até rebentarem em mil pétalas
como flor miúda de arbustos espinhentos
coroas de cristo buganvílias ou piracantas
abraçá-las sem fôlego perfurando a palma
fina das mãos despejar seus esporos suas
sementes adubar seus solos dizer sangrai
o quanto vos apetecerem – a casa é vossa

(Amanda Vital)

Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital é assistente editorial da editora Patuá, editora-adjunta da revista Mallarmargens, mestranda em Edição de Texto pela Universidade Nova de Lisboa e estagiária na editora Ponto de Fuga. Autora dos livros de poemas "Lux" (Penalux, 2015) e "Passagem" (Patuá, 2018) e da plaquete "Perspectiva", publicada pela revista Mirada (2020). Tem poemas e traduções em revistas, jornais e suplementos literários do Brasil e de Portugal, além de publicações em antologias. Foi uma das curadoras da 4ª edição da coletânea "Carnavalhame" (2020) e participou, junto da revista Mallarmargens, da organização do "9º Raias Poéticas: Afluentes Ibero-Afro-Americanos de Arte e Pensamento". Foi uma das curadoras do "1º Templo D'Escritas: Festa Literária Internacional da Língua Portuguesa".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s