QAMPO-SANTO (poesia para tempos de sangue)

i.

a quimera é esperta
invisível
dispersa
no ar
besta fera

ii.

o xadrez tem sua dança
no tabuleiro diversas
distintas seletas
peça após peça avança
a morte é luz e trevas

iii.

sem abraços nem mãos
povoar a pólis
todos deitados inertes
lívidos e sem sonhos
pálidos como preces

_ars_mundi_2___B-UqCYiHYsW___

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s