vagalume

shootingstars

Arte de Nidhi Chanani

finjo procurar a ursa maior contigo: mesmo que
eu nunca me lembre de seu formato nem saiba
ao certo onde localizá-la entre as constelações
chego perto de seu ombro olho para a reta que
seu dedo indicador faz com o antebraço por fim
só você encontra a ursa maior e precisa repetir
que ela se parece uma panela de alça comprida
brilhando um bocado mais forte eu acabo então
encontrando o cheiro de suor a mão atraída por
cabelos subo pela manga da camiseta até a sua
pele e eu acabo encontrando o que quase nunca
ninguém passa um tempo à procura assim como
constelações e sujeiras de bola de berlim e café
para limpar no rosto do outro e bocados de noite
que vêm brilhando mais fortes sob a ursa maior.

(Amanda Vital)

Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga/MG, 1995) é Bacharel em Letras - Estudos Literários pela UFMG. Atualmente, cursa Mestrado em Edição de Texto pela Universidade Nova de Lisboa. Autora dos livros Lux (Editora Penalux, 2015) e Passagem (Editora Patuá, 2018). Seus poemas são encontrados nos blogs Amanda Vital Poesia, Equimoses e Zona da Palavra, além de espaços virtuais como Germina, Ruído Manifesto e Literatura & Fechadura. Também participou de antologias como Ventre Urbano e 29 de abril: o verso da violência. Foi curadora da 4ª edição da antologia Carnavalhame. Integra o conselho editorial da revista Mallarmargens. Contato: amandavital@live.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s