Pedro

4-6-990x1320

Arte de Cyril Rolando

eu te amo genuinamente: enquanto quem ama
de uma criança a astúcia de um dedo a precisão
de um desejo o voo lançado só pela descoberta
eu te amo quando sinto levantar cada pelo meu
perfurando desde a raiz em uma procura secular
por ti e por gostar tanto de como o teu corpo é
o jeito como se mexe as modulações específicas
da tua voz para cada tipo de frase e o teu timbre
a paz que se delineia ao saber a ti sobre a língua
eu te amo por cada impulso químico da tua carne
contra a minha e por reconhecer o desconhecido
não como um ardor não como uma ferida brusca
mas como carinho lançado contra a pele da alma
eu te amo genuinamente: enquanto sei que toco
tua boca com a mão direita com a que eu escrevo
e vejo os milagres caírem todos no mesmo lugar

(Amanda Vital)

Anúncios
Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga/MG, 1995) é Bacharel em Letras - Estudos Literários pela UFMG. Atualmente, cursa Mestrado em Edição de Texto pela Universidade Nova de Lisboa. Autora dos livros Lux (Editora Penalux, 2015) e Passagem (Editora Patuá, 2018). Seus poemas são encontrados nos blogs Amanda Vital Poesia, Equimoses e Zona da Palavra, além de espaços virtuais como Germina, Ruído Manifesto e Literatura & Fechadura. Também participou de antologias como Ventre Urbano e 29 de abril: o verso da violência. Foi curadora da 4ª edição da antologia Carnavalhame. Integra o conselho editorial da revista Mallarmargens. Contato: amandavital@live.com

Uma ideia sobre “Pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s