remendo

0,,69788965,00

“Cozinha de Roça”, de Rui de Paula

bisa ia ao pasto para tirar leite às cinco horas da manhã
os meninos ainda dormiam nas esteiras entre farelos de
biscoito de polvilho e sob o som dos trotes dos cavalos
a quitanda da semana crescia no forno as roscas-rainha
as broinhas de canjica os bolos de fubá cenoura e milho
era o tempo certo de bisa chegar com os baldes de leite
para o café do marido e dos meninos na mesa de cedro
forrada com uma das suas toalhas de algodão coloridas
enquanto separava um balde cheio para os queijos bisa
via o bibelô de Nossa Senhora Aparecida envolvido por
uma dezena do rosário pelos ombros e sibilava as rezas
conhecidas pelo silêncio sagrado do entreato da manhã

(Amanda Vital)

Anúncios
Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga/MG, 1995) é Bacharel em Letras - Estudos Literários pela UFMG. Autora dos livros Lux (Editora Penalux, 2015) e Passagem (Editora Patuá, 2018). Seus poemas são encontrados nos blogs Amanda Vital Poesia, Equimoses e Zona da Palavra, além de espaços virtuais como Germina, Ruído Manifesto e Literatura & Fechadura. Também participou de antologias como Ventre Urbano e 29 de abril: o verso da violência. Foi curadora da 4ª edição da antologia Carnavalhame. Integra o conselho editorial da revista Mallarmargens. Contato: amandavital@live.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s