Poemas do livro novo de Tito Leite

capa Tito Leite

Imagem: Capa do livro Aurora de Cedro de Tito Leite

 

TRANSITÓRIO

 

1

 

No imo

da Avenida

Paulista

o sulfato

da solidão.

 

Uma quimera

nos pega

pelas mãos.

 

Corremos

loucos

em busca

de uma coroa

de louros.

 

Pódio

deteriorado

e sem

medalha

de ouro.

 

Ausência

de eternidade

nos olhos

curtos de cada

passante.

 

2

 

Ensaiando

a própria fuga

da cidade,

 

durando

em fugacidade.

 

Não é a lua

que sangra.

São os pés

dos retirantes.

 

 

 

 

MISERERE NOBIS

 

 

No gueto

chuva de anjos

caídos.

 

O telejornal toca

o contrabaixo

do apocalipse.

 

Cigarras bailam

na descontente

garganta do caos.

 

Poetas procuram

o melhor

atentado.

 

Matar

as harpias

que molestam

a alma.

 

A resistência

é um gato branco

numa noite

de blecaute.

 

Muitos pastores

um só holocausto:

Deus nos salve

de Deus.

 

Tito Leite

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s