depressão

colorful-fishes-necati-cil

Pinterest

escondida no canto do lábio do riso uma angústia
forçando os músculos para cima a esgotar o motor
do corpo cada movimento uma combustão precisa
os olhos abandonam as janelas da alma à mimese
a cobrir de lucidez o desespero a guerra interna do
que não se sabe como nasce se é dissipado no céu
se corre com a rapidez das pernas de um menino e
não se sabe a quem escolhe ou quando é sua hora
de atirar a rede aprisionar os peixes confinar a fuga
se debatendo no fundo do aquário de areia de vidro
esse deserto intemporal do lado de dentro do peito

(Amanda Vital)

Anúncios
Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga/MG, 1995) cursa Letras com ênfase em Estudos Literários na UFMG, em Belo Horizonte, transferida da UFPB. Autora dos livros Lux (Editora Penalux, 2015) e Passagem (Editora Patuá, 2018). Entre 2014 e 2016, participou do grupo de declamação Aedos, em João Pessoa. Seus poemas são encontrados nos blogs Amanda Vital Poesia, Equimoses e Zona da Palavra, além de espaços virtuais como Germina, Ruído Manifesto e Literatura & Fechadura. Também participou de antologias como Ventre Urbano e 29 de abril: o verso da violência. Integra o conselho editorial da revista Mallarmargens. Contato: amandavital@live.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s