Poema (1) de Casé Lontra Marques

objetos

Imagem: Pinterest.com (Dan McCaw)

 

Os objetos não cabem nos dias

 

Os objetos não cabem nos dias,

suas bordas

deslizam pelos corredores

da

claridade — na superfície

assustada de um planeta que hoje

sabemos

ser minúsculo; os objetos

nomeiam os dias

(com

sinais estreitos, sempre);

os objetos

— transpirando — situam

os

dias em algum

lugar do desejo: aqui

onde

ninguém respira bem.

 

Casé Lontra Marques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s