Poema (24) de Nilcéia Kremer

Cicatriz

Imagem: Pinterest.com

 

o dia merece um poema
que não fale do carro cortando a rua
da nudez das tuas mãos longe
como devem estar
mas que fale de gozar
sem medo de carolas
que fale de horas gastas em suor
e do tempero desespero 
dos ponteiros

 

o dia merece um poema
de teclado
porque pena não me faz a cabeça
e beleza mesmo
anda de mãos dadas com a inadequação
porque contradição é o que somos
em pele e ossos

 

o dia merece um poema
que não fale de verve
mas que fervilhe em caldeirão
um poema escrito em carne e tropeço
ainda que por um triz
o dia merece um poema
um poema cicatriz

 

Nilcéia Kremer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s