Poema (1) de Luísa Gadelha

hsiao-hon-cheg

Ilustração: Hsiao Ron Cheng

incômodo com as minhas pestanas

a minha avó, natural de areia,

foi tida por muitos por oriental

é que ela tem olhos pequenos

como as gotinhas d’água que desenhamos

na infância

ou aquelas

bolinhas de gude que costumávamos

atirar – nunca aprendi este jogo

os meus olhos já nem são puxados

à moda asiática

apenas diminutos

e, onde se deveriam contemplar os cílios,

apenas uns poucos fios,

salpicados,

sem tamanho nem volume –

o que impede e ridiculariza qualquer tentativa de maquiagem

este detalhe, contudo, não é o que mais me incomoda

afinal nunca fui grande entusiasta de fantasias

(exceto os devaneios oníricos)

o embaraçoso é:

será o meu olhar capaz

de transmitir

todo o sentimento do mundo?

Luísa Gadelha

Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre luisagadelha

Luísa é graduada e mestra em Letras, graduanda em Filosofia, ama literatura desde sempre e quadrinhos há alguns anos, tem preferência por romances (longos), sejam clássicos ou contemporâneos e se esforça - ou nem tanto - para ler mais poesia. Isso quando não está vendo séries.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s