SETEMBRO CHUVOSO DE 2018

Vó, escrevo para lhe dizer, antes de mais nada, que estou bem. Imagino que a senhora já deve ter almoçado e está sentada na sua poltrona, depois de ligar a televisão e rasgar os folhetos de supermercado que colocam na sua caixa de correspondência. Chego a pensar no que preparou para o almoço e se fará algum bolo para o final de semana.
Morar sozinho é algo entre o curioso e o divertido. Um exercício de se conhecer. Eu me divirto quando percebo que acabei criando hábitos muito parecidos com os seus, agora que moro sozinho. “Primeiro alimentar o dia, depois viver o dia um pouco.” Sua frase sempre viva na minha memória. Sua filosofia pessoal, que quer dizer que primeiro preparamos o almoço e depois podemos ser gente. É o que procuro fazer.

Eu estou me cuidando, não se preocupe. Dou graças à senhora, que por sua causa até hoje nunca lavei louça como se isso fosse um fardo. Eu sei que a única alegria maior que lavar a louça é ter comida para preparar. Melhor lição de vida não houve. Mas tudo tão caro e sofrido que cada refeição é uma celebração.
Ainda não tenho telefone, mas não demora. As coisas se arrumando devagar aqui, mas indo, com certeza – certeza certa – pode acreditar.
Tenho leituras, uma máquina de escrever, passeio e caminho quando quero. Há café para enfrentar o dia e chá para chamar a noite. O mais são tarefas e a vida é essa.

Se não souber o que escrever, envie receitas. Pode ser qualquer bolo, ou cozido, ou sopa.
Chove bastante aqui. As ruas sempre da cor do concreto que parece refletido do céu, certas vezes uma coisa continua a outra. Vou levando bem, porque, na verdade tudo está interligado: a chuva, a sopa, o sossego, o café, o trabalho.

Nada de inventar que não tem caneta em casa, sei que guarda uma perto dos fósforos na gaveta da cozinha, então me responda logo. Não reclame muita vida com a mãe e as tias. Tudo passa e melhora, mesmo a distância se aproxima um dia. Se parece não melhorar, é porque já melhorou e não paramos para apreciar. Agora, por exemplo, na minha janela um raio dourado irrompe para dizer que acima das nuvens carregadas o Sol continua o mesmo e reinando absoluto.

Todo amor do seu neto, R.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s