Poemas (2) Virginia Finzetto

nua e livros

Imagem: Pinterest.com (Yuri Krotov)

 

DEVASSA

ignorava conselhos,

aceitava qualquer bagulho

dirigindo seus olhos

para a complacência que

seu fígado não processava,

porque o perfeito e o mais que perfeito

só existiam em um tempo verbal

que o amor desse coração desregrado,

na real, nem sempre decorava

amava e sofria, sem ponto e travessão,

engatava um verso em outro,

e foi assim até a exaustão

 

……………………………………………………

 

 

DES (A)TINO

deu você e eu

e essa demora

o meu agora

não casou com o seu

 

Virginia Finzetto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s