Poema (92) de Tito Leite

anjo

Imagem: Pinterest.com (Kathy Morton Stanion)

 

MANIFESTO POÉTICO

 

No poema

estrondeia

uma guerra.

 

Anjos de todos

os verbos, uni-vos

com os poetas.

 

Na fertilidade

do vácuo quebrar ossos

de moinhos

a diesel.

 

Tito Leite

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s