albatroz

lucian freud

● nada mais q a beleza do patrão ●
● as coisas feitas perfeitas para o patrão ●
● o marmore o cimento as telhas as ruas ●
● os livros os quadros as putas nas portas ●
● quantos hoteis quantos bancos e praças ●
● tudo com a mais perfeita e seria simetria ●
● tudo feito pra alegria do patrão ●

● nada mais q a beleza do patrão ●
● coisa dele entre as coisas dele pra ele ●
● a catedral o poema o romance a epopeia ●
● o alfabeto a revolucão deus e a terra ●
● o q permanece o q some o esquecimento ●
● o q se sabe a musica o dinheiro os filhos ●
● poetas recebendo medalhas pela servidão ●

● o rio o mar os portos a loucura os corpos ●
● a solidão como uma faca afiada na nuca ●
● nada mais nada menos o antes o agora ●
● todo o depois sem esquecer as estrelas ●
● nem a fome infinita no universo e alem ●
● a matematica a geometria e os porcos ●
● nada mais q a beleza do patrão ●

● o albatroz se despedaça na torre ●
● silenciosamente ate o chão entre penas ●
● trabalhava em la motte piquet grenelle ●
● agora jogam agua e se vai os restos ●
● vem vindo um frio de lascar o cano ●
● alguem diz amanhã não havera albatroz ●
● nada mais q a beleza do patrão ●

*

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s