Poemas (6) de Marcelo Maldonado

abismo1.jpg

IMagem: Pinterest.com

 

(das confluências)

me
perdoa
por ter-me
perdido
de amor

à toa

=============

(do paroxismo)

dá-se
sempre
que me
aproximo
do teu
abismo

=============

(das reticências)

abstrata
concreta
insensata
incorreta
nossa trama
discreta
pertencerá
ao etcetera

Marcelo Maldonado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s