Poemas (9) de Chris Herrmann

navio fantasma.jpg

Imagem: Pinterest.com (Justyna Kopania)

 

Insomnia

deito meu corpo no nada
de nada adianta este leito
pois se tento despertar do sonho
acordo o pesadelo no meu peito

 

Chris Herrmann

 

*

 

Ondas curtas

e fiquei ali
numa onda de silêncio
na frequência de menino
sem saber pra onde ir.

o mar com seus piratas
e os navios-fantasmas
já podiam me ouvir.

 

Chris Herrmann

In ´Gota a Gota´, Scenarium, 2016

 

*

 

Habitat

 

ah, esses teus olhos
que habitam de graça
todos os poemas
que ainda não escrevi

 

Chris Herrmann

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s