LAVRA

lançamos os cascos ao vento
cintila a trilha e a terra abre-se
balanços e arremessos
ora leve e adiante desce a tarde
múltipla frequência
ora fogem ora escondem
era antes agora é onde

cálida matéria de canto e dor
um dia lembraremos trevos
é do tempo a brisa breve
que nada fala e ouvimos relva
suor e espasmo estranho campo
não somos os mesmos que aqui entramos
os verbos na terra e o encanto
desconhecemos o que amamos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s