Poema (16) de Iara Carvalho

bailarina gorda.jpg

Imagem: Pinterest.com

 

O TOM DE IAIÁ

 

na ponta dos pés
fica tonta
a bailarina gorda.

 

pequena demais
pra ser santa
ou livre.

 

sobe ao palco
só pra esquecer
que é triste.

 

o espelho é imenso
e a sapatilha escorrega
se girar.

Iara Carvalho

Anúncios

Uma ideia sobre “Poema (16) de Iara Carvalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s