Poema (6) de Fiori Esaú Ferrari

sepia.jpg

IMagem: Pinterest.com

 

Em sépia

Pro Prof. Alcides Villaça

Saltou do trem,

tem nada

parado.

 

O trem é a ave do particípio.

 

A garoa prudente

não foi registrada

em sépia.

 

Que caia sobre todas as coisas.

 

A palavra desmedida,

a cerca crítica,

o guarda-chuva que parava o céu.

 

O presente esculpido

numa placa

tarda a madeira.

 

Fosse o tempo

um artesanato

dormente no balcão…

 

Algo escapou no instante do clique.

 

Se foi pássaro,

se foi saudade,

não saberia dizer.

 

Fiori Esaú Ferrari

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s