Poema (13) de Tiago Dias

20160316_093907.jpg

Imagem: Márcio Leitão (Céus de Lisboa)

 

Viagem

 

meu tempo é o símbolo das auroras

que não mais surgem nas janelas.

dessas que representam

e não morrem.

acalentam os pés com a calma

em que as nuvens se refazem.

 

tempo é um sonho acordado –

ligar os pontos, como as crianças fazem.

desenham com os dedos no céu,

onde a natureza de todas as coisas se reflete.

 

na minha rua passava um trem

que sempre perguntava:

para onde vais?

Tiago Dias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s