Poema (1) de Analice Chaves

Espatodea.jpg

Imagem: Pinterest.com

 


no fim dessa rua
um pé de espatódea
que nunca está sem florir
faz chuva
faz vento
faz sol
vem amor, vai amor
uma árvore em chamas

eu
invejo o pé de espatódea
queria ter toda essa força
queria as flores cor de fogo
queria o incêndio pra mim

mas o pé de espatódea ninguém visita
não sabe seu nome
mora sozinho no fim da avenida minas gerais

eu, pé de ipê amarelo
estou florido uma vez só no calendário
perco as flores
perco as folhas
perco as forças
todo ano eu quase morro

mas a cidade sonha que eu amanheça de novo

 

Analice Chaves, 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s