Poema XLV de Líria Porto

coxas

Imagem: Pinterest.com

 

monturo

papel virgem muito branco
encontrei-o em noite escura
escrevi algum silêncio
algum degredo penúria
sem importância de assunto
:
as folhas secas
*

criação

 a poesia se entrega
em horas inesperadas

o último metalinguístico
foi feito nas coxas
Líria Porto

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s