Poema (1) de Chris Herrmann

bailarina-sombras

Imagem: Pinterest.com

 

A bailarina

dançava naquela noite
menos fria que seu peito
coreografia de sombras
ponta de pés machucados
dores batidas em ritmos

balançava com o tempo
cenografias e sorrisos
mil beijos de guarda-roupas
revestia toda a amargura
de horas vivas, ora pastéis
oráculos e mil orações

valsaram tantos sóis e luas
escuras e com raios de sol
que fez amanhecer ternura
na urna de suas memórias
aquela dança noturna

a luz que se escondia
ontem naquelas sombras
guia a performar batidas
razão que a preenchia
de sina de cor e ação
cedia alma ao corpo
hoje à bailarina

 

Chris Herrmann

Anúncios

Uma ideia sobre “Poema (1) de Chris Herrmann

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s