casca

wine-sexy-social

(para T. S. B.)

o tempo da delicadeza se dissipa feito a espuma
que se forma na crista da taça de vinho corrente

insiste no gozo sereno, nas bolhas que explodem
entre o tato da janela aberta e seu cálice-ventre

na carne que habito, sutileza é puro impropério

há finas fagulhas que se desprendem do inferno
e pairam em meus poros e esperam pelo sangue
na linha tênue da pele que se afunda em cordas

o meu corpo se debate sob gritos escorchados,
refém de estalos intrínsecos e manias sórdidas

e nós gozamos sob o cheiro de atrito do couro,
sob o sangue que irrompe, sob velas queimadas

: pelo prazer das nossas camadas descascadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s