vadia negra

Barracoon

● sou uma vadia negra ●
● porisso vou pelo rio amarelo ●
● assim pescando arraias comendo cogumelos ●

● se não fosse uma vadia negra ●
● taria criando uma ninhada nefasta ●
● sendo escrava duma coisa pastosa e perversa ●

● assim o rio amarelo arraias e cogumelos ●
● voar leve toda tarde entre arvores nas pedras ●
● ate mergulhar louca e livre no rio amarelo ●

● dormir lambendo estrelas ●
● eis a lua nossa puta iluminada e velha madame ●
● esperando todo tipo de gente e olha os ratos ●

● assim nas cidades ●
● aqui sou uma vadia negra no rio amarelo ●
● comendo cogumelos e voando nua toda tarde ●

● arraias tostadas nas rubras chamas entre brasas ●
● como esse sol assim toda tarde entre arvores ●
● longe duma ninhada nefasta sendo escrava ●

*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s