fotografia

tumblr_ny2hu41bl11qezotxo1_1280

vovô não tinha o hábito de fechar gavetas
deixava todas abertas, com fotos voando
por seu corredor de piso de tacos soltos

suas lembranças gostavam de pegar um ar
às vezes escapavam pela soleira da porta
– e era nisso quando o velho virava moço

saía pelo jardim apanhando as fotografias
como quem apanha pitangas sem lavar,
mostrava uma a uma, as mãos já cheias

na ponta dos dedos, só terra e saudade:
as lágrimas que caíam na foto de vovó
regavam as raízes de uma vida inteira.

(Amanda Vital)

Anúncios
Este post foi publicado em Avulso em por .

Sobre vitalamanda

Amanda Vital (Ipatinga/MG, 1995) cursa Letras com ênfase em Estudos Literários na UFMG, em Belo Horizonte, transferida da UFPB. Publicou seu primeiro livro, “Lux”, pela Editora Penalux em 2015. Entre 2014 e 2016, participou do grupo de declamação Aedos, em João Pessoa. Atualmente posta seus poemas nos blogs “Amanda Vital Poesia” e “Zona da Palavra”, e também produz videopoemas experimentais. É colaboradora da revista Mallarmargens. Contato: amandavital@live.com Facebook: https://www.facebook.com/vitalamanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s