Poema (6) de Tiago Dias

silenciosImagem: Pinterest.com

 

Silêncio

 

estou numa viagem

pelas calhas das ruas

à procura da pétala

que colore a cidade.

não é a estação.

estou velho, dizem-me

louco, pedras que de badogue

em badogue lanço às goiabas.

estou vivo como aquela árvore

na praça – silêncio!

ninguém mais sabe.

 

Tiago Dias

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s