Voando

_mg_6243-como-objeto-inteligente-1

Foto: Jordélia Alcântara

 

Teto espremido

Em decote branco

Bigodes no azul

E no vento

Como se fossem enfeites

Como se fossem leves

E sonâmbulos.

 

Mas nada é mais triste

Que um vôo

Certeza do pouso

Da volta

E da gravidade

Verso livre insignificante

Que sozinho

Enlouquece quieto

E emudece o gesto

Uma voracidade das nuvens em branco

Apenas pingo de asa

Entornado no céu.

 

Márcio Leitão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s