minha pessoa sega

christopher-morris

● sego onde não semeei ●
● colho onde não espargi berra dançando ●
● na praça minha pessoa nua e cega ●

● sem saber pra quem berra ●
● q pode ser pros bancos e pombos ●
● pode ser pra rua deserta e pra arvores ●

● sego onde não semeei ●
● colho onde não espargi berra delirando ●
● minha pessoa como se tivesse comido ●

● hoje ao nascer do sol hoje o sol a pino ●
● como se fosse comer depois desse sol ●
● quando for noite quando for frio ●

● sego onde não semeei ●
● colho onde não espargi berra agoniada ●
● na praça aos pedaços minha pessoa ●

● rodopiando feridas isso q doi ●
● como se na carne girassem laminas finas ●
● doidas demais berra de dor minha pessoa ●

● sego onde não semeei ●
● colho onde não espargi berra desesperada ●
● porq agora deve ser noite e a treva ●

● se atreve mais quando tudo dorme ●
● berra minha pessoa nua sabendo a dor ●
● q a segadeira da treva trara bem afiada ●

*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s