Poema (2) de Tiago Dias

 

neblina

Imagem: Pinterest.com

 

Sua imagem, em estado de carta, foi meu guia portátil de como perder cidades.

Diego Vinhas

 

 

A neblina e o meio-dia

 

a neblina que invade a cidade

alcança a reza e os olhos

dos santos sobre a mesa

o modo de ser

sentir

vacilam enquanto pavio

de uma mesma vela

terra batida gravilhões

paralelepípedos

a neblina é a única didática

da vida

agora

os pés descalços a tabuada

os passos marcados no corpo

somando subtraindo

ante ao

meio-dia

 

Tiago Dias

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s