Leda e o cisne

Desisti de esperar teus signos macios

A mansidão com que amparas

As quedas sem remédios

Desisti de querer te afrontar

De usar vestidos para te iludir

Agora uso essa túnica simples

Os cabelos quietos

A forma mais exata e comum

Ousadia seria esperar que me ferisses

E me espetasses os olhos com teus dramas

E me convidasses a dormir em tuas chamas

Iracema Macedo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s