Poema (36) de Tito Leite

rosas

Imagem: Pinterest.com ( Oleg Trofimoff)

 

1

A noite chega

a versos

brancos,

 

lembro-me

da rosa que

trazia

os porquês.

 

Segredos não

se guardam

na guarida

de duas almas.

 

2

Quando a palavra

não logra

o que sentes,

 

a existência

não vale

as águas que

te desgastam.

 

Tito Leite

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s