Poema (2) de Carlos Orfeu

palpebras

Imagem: Pinterest.com (Andreas Smetana)

 

pálpebras frias
do abajur de carne

envolvem
o corpo

mínima
luz

sob o escuro
pasto

do sonho que o corpo
rumina

e
pela
manhã

esquece!

 

Carlos Orfeu

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s