Poema (2) de Iara Carvalho

ursa

Imagem: Pinterest.com

 

Ursa bipolar

 

já fui mais intensa

mais humana

nem saudade tenho de ser aquela outra

que pulula nas lembranças.

 

– hiberno porque ouso –

nem todos entendem a beleza de ocultar-se

e saber-se desaparecida

entre os moídos do dia

e as coisas miúdas das gentes.

 

um dia,

tive um sonho de escrever,

mas os oceanos me roubaram o ócio e o desejo

e, mesmo que meus ainda fossem,

eu só estaria viva pra contar

que está vazia metade do meu coração

e, a metade cheia que dizem me caber,

desconheço:

 

embora, mesmo sem querer,

procure.

 

Iara Carvalho

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s