Poema (11) de Nilcéia Kremer

forno

IMagem: Pinterest.com

 

A placenta que me cuspiu
do morno
jogou-me ao forno
sem piedade

 nenhum pio de dó
até pão de ló tornar-me
sigo mal passada

Nilcéia Kremer

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s