[tenho a vertigem…]

tenho a vertigem presa noutro rumo
olho-o interrogo-o sobre esse feliz amor incansável à beira-mar
vou-me nele…

filipe marinheiro, in «noutros rostos», chiado editora 2014

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s