Poema inédito de Prisca Agustoni

porta

Imagem: Pinterest.com

 

após dar três voltas

na chave, hermética, a

porta

de entrada fica ali, branca

e pura pomba de asas

cortadas

a insinuar o vôo – un vol

que havia, a vida que havia

 

antes que o chão não fosse

tição ardente sob os pés

 

ou tapete de ladrilhos

numa igreja sem fiéis

 

Prisca Agustoni

(Poema do livro Hora Zero, ed. Patuá, que está prestes a sair!)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s