Poema (14) Tito Leite

deserto

                                                               Imagem: Pinterest.com (Gerard Stricher)

 

EXTRACONTEMPORÂNEO

 

Muitos são os desertos

e o caos a caminho.

 

O nômade bate à porta:

decadência de um mundo

diminuto.

 

Em mal-estar

a existência transpira

uma máxima monástica:

 

memento mori

[lembra-te que morrerás].

Tito Leite

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s