Poemas XXVI de Líria Porto

Viktor Sheleg (1)

                                                                                   Imagem: Pinterest.com (Viktor Sheleg)

matriarca

debaixo da minha bota

no taco do meu sapato

aqui na barra da saia

mando desmando

(estremeço)

 

os que obedecem – coitados

não sabem quanto me custa

ser mãe

e pai

 

*

 passarela

tão leves quais borboletas
a pele da cor da palha
parecem-se às folhas secas
que o vento espalha

voam perto dos meus olhos
conseguem m’impressionar
mulheres estas mulheres
sexo forte
sexo (fr)ágil?

*

08 de março

mulher trabalha pra burro

mulher trabalha pra cachorro

mulher trabalha pro patrão pro marido

pros filhos dela e dos outros

e não ganha salário compatível

 

chega de homenagem

 

Líria Porto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s