Poema (12) Tito Leite

 Eyearvore

                                                                                      Imagem: Pinterest.com

O poeta

(ao Alberto Bresciani)

 

Suas pupilas vicejavam um jeito

de nuvem.

 

Céu-ermida.

 

Ele falava do caos

do nada

de engravidar palavras.

 

E amava

roubar das árvores

o que achava escondido no caule.

 

Tito Leite

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s