Última Dia (Poema de Helena Ortiz)

king1

                                                     Foto: Pinterest.com

O ÚLTIMO DIA

o desejo do rei: a visão dos píncaros
ouvir cantar o pássaro da glória
mas agora
onde estarão todos pergunta o silêncio
nos corredores do palácio
ninguém virá para dizer: acabou
o fracasso não admite réplica
nem retórica pensa o rei enquanto
tira as calças e repara
no espelho
que a vaidade é infiel
e a glória
muito mais
que um par de pernas claudicantes

Helena Ortiz

Anúncios

2 ideias sobre “Última Dia (Poema de Helena Ortiz)

  1. Helena Ortiz

    Oi querido Márcio, obrigada. Ressucite-se a poesia! E a escolha foi providencial. Este poema foi feito quando Fernando Henrique declinava. E agora as pernas não claudicam. Está de joelhos. hahaha – beijo grande, muita saudade.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s