Poemas (1) de Prisca Agustoni

            trem e neve

Aquela reiterada partida

várias vezes simulada pelos trens

move-se sem prumo na memória

 e é minha a mão assassina

que esmaga o coração

como o rastro sobre a neve.

TREM

Cruzamos paisagens

e quase volta-se

a uma lembrança

que não se quer lembrar.

Na foz da galeria

nos é dada

a mesma montanha

e outra face de nós mesmos:

estrangeiros

e avessos

ao instinto da língua.

                                       Prisca Agustoni

Anúncios

Uma ideia sobre “Poemas (1) de Prisca Agustoni

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s