Poemas XXIV Líria Porto

Péssapato

                                              Foto: pinterest.com

fúria

olha
não te desvies
toca a ferida
que abriste

 

lambe
bebe o sangue
sacia a sede
a fome

 

cospe
ou vomita
a carne fraca
a vida

 

e morre
e mata-me

 

*

 desastrado

eu tenho dois pés esquerdos
e meto os pés pelas mãos
por onde passo
perguntam
:
pé de vento redemoinho
ou furacão?

 

(tudo ao mesmo tempo)

Líria Porto

Anúncios

Uma ideia sobre “Poemas XXIV Líria Porto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s